Sequência das Ações de Socorro

alarm Tempo de estudo: 30 minutos

Como o tópico Sequência das Ações de Socorro costuma ser cobrado na prova do DETRAN?

Qual é a sequência das ações de socorro?

As ações de socorro variam de acordo com a situação, mas a sequência dessas ações deve ser sempre a mesma.

Siga a ordem destes 5 passos:

  1. Manter a calma.

  2. Controlar a situação.

  3. Sinalizar o local.

  4. Avaliar a situação.

  5. Acionar o socorro especializado.

O que fazer para manter a calma?

Manter a calma é o primeiro passo para controlar a situação e agir de forma rápida.

Os primeiros 5 minutos são de vital importância para as vítimas.

Para manter a calma:

  • Pare e pense antes de começar a agir. Não faça nada por instinto ou impulso.

  • Respire profundamente e veja se você sofreu ferimentos (no caso de você também estar envolvido no acidente).

  • Avalie a gravidade geral do acidente. Verifique se você e as vítimas estão expostos a algum risco.

  • Conforte os ocupantes do veículo.

O que fazer para controlar a situação?

Verifique se entre os presentes há um médico, policial ou outro profissional acostumado com situações de emergência.

Se não houver ninguém capacitado, assuma o controle:

  • Mostre decisão e firmeza nas suas ações.

  • Peça ajuda, coordene as ações e distribua as tarefas.

  • Não perca tempo discutindo e não fique responsável apenas por dar as ordens.

  • Trabalhe muito e motive a todos, agradecendo cada ação realizada.

Se alguém já tiver tomado a iniciativa de estar à frente da situação, ofereça-se para ajudar

O que fazer para sinalizar o local?

A principal regra é:

A sinalização tem que começar em um ponto antes do acidente e ser visível para os motoristas que transitam na via.em um ponto antes do acidente e ser visível para os motoristas que transitam na via.

A distância recomendada para o início da sinalização varia de acordo com o tipo de via, a velocidade máxima permitida e as condições de visibilidade:

  • Em boas condições de pista e visibilidade, o número de passos longos é igual ao da velocidade máxima permitida.

  • Em condições adversas, dobre (multiplique por 2) o número de passos.

Tipo de via

Velocidade máxima permitida

Distância para o início da sinalização

(de dia e em pista seca)

Distância para o início da sinalização

(de noite, neblina, chuva, etc.)

Via coletora

40 km/h

40 passos longos

80 passos longos

Via arterial

60 km/h

60 passos longos

120 passos longos

Via de trânsito rápido

80 km/h

80 passos longos

160 passos longos

Rodovias110 km/h

110 passos longos

220 passos longos

Caso haja uma CURVA no trecho de sinalização, pare a contagem dos passos e retome depois do término da curva.  

Para sinalizar o local:

  • Espalhe a sinalização desde o ponto de início até o local do acidente.

  • Use o triângulo de segurança e também galhos e outros materiais leves e visíveis (como papelão e caixas). À noite ou com neblina, mantenha os faróis e pisca-alerta acesos.

  • Não permita que curiosos impeçam que o trânsito flua. Mantenha, dentro do possível, as vias livres.

Dicas para a prova teórica do DETRAN Dicas para a prova teórica do DETRAN

O que fazer com seu veículo durante o atendimento de vítimas de acidente de trânsito?

  • Se o seu veículo foi um dos envolvidos, mesmo se ele estiver funcionando, não remova o veículo do local para não prejudicar o trabalho da perícia.

  • Se você for o condutor que chegou ao local logo após o acidente, estacione o seu veículo em local seguro, fora da pista e após o trecho do acidente.

O que fazer para avaliar a situação?

A avaliação do local e da situação das vítimas é fundamental para levantar informações importantes para a equipe de socorro.

Ao ligar para o resgate, esteja pronto para passar informações úteis. Você deverá ter as seguintes informações:

  • Localização exata do acidente.

  • Tipo do acidente (carro, moto, colisão, atropelamento etc).

  • Gravidade aparente do acidente.

  • Quantos veículos envolvidos.

  • Se há ônibus ou caminhões no acidente.

  • Número aproximado de vítimas e lesões aparentes.

  • Se há pessoas presas nas ferragens.

  • Se há vazamentos de combustíveis ou produtos perigosos.

Os principais riscos de um acidente são a ocorrência de novas colisões e de atropelamentos. Por isso, a importância da sinalização e do isolamento do local.

Se forem identificados riscos secundários que podem agravar as consequências do acidente, devem ser tomadas as primeiras providências.

Antes de agir, avalie se as medidas podem ser realizadas sem comprometer a sua própria segurança e a segurança das demais pessoas no local.

O que fazer em acidentes com riscos de incêndio?

  • Isole a área e sinalize o local.

  • Afaste curiosos e oriente que não fumem no local.

  • Se for fácil e seguro, desligue o motor dos veículos envolvidos no acidente.

  • Deixe seu extintor pronto para uso a uma distância segura do local.

O que fazer em acidentes com fios de alta tensão?

  • Isole a área e sinalize o local.

  • Acione a companhia de eletricidade.

  • Não retire as pessoas de dentro do veículo.

Os pneus do veículo servem como isolamento, evitando que os ocupantes sejam eletrocutados enquanto permanecerem dentro do veículo.

Dica para não errar Dica para não errar

Em acidentes envolvendo a rede elétrica ou em dias de chuvas com raios, a orientação é a mesma: o mais seguro é permanecer dentro do carro.

Já foi questão de prova:

Em caso de chuva muito forte e com raios, qual é o lugar mais seguro para você ficar?

Dentro do veículo! 

E você já sabe o motivo: a borracha dos pneus do carro são isolantes elétricos.

O que fazer em acidentes com riscos de explosões?

  • Interdite a via seguindo as distâncias recomendadas.

  • Evacue o local.

O que fazer em acidentes com derramamento de combustível ou óleo na pista?

  • Isole a área, sinalize o local e mantenha distância.

  • Utilize pó de serra, cal ou terra para absorver o material.

  • Não acenda isqueiros ou qualquer artefato que possa provocar incêndios.

Em acidentes à noite, não acenda fósforos ou isqueiros para analisar a situação sem antes perceber (pelo cheiro) se houve derramamento de combustível. 

O que fazer em acidentes com produtos perigosos?

  • Isole a área, sinalize o local e mantenha distância.

  • Acione o resgate e equipe especializada.

  • Avalie muito bem os riscos antes de tentar qualquer coisa.

O que fazer para acionar o socorro?

Quanto mais cedo chegar um socorro profissional, melhor para as vítimas. Solicite um socorro adequado o mais rápido possível.

A seguir estão listados os principais serviços de emergência, telefones e orientações de quando acionar cada um deles.

Os serviços estão listados em ordem de prioridade para acionamento em casos de acidentes.

Serviço

Telefone

Quando acionar

Corpo de Bombeiros (COBOM)

193

  • Vítimas presas nas ferragens.

  • Qualquer perigo identificado como fogo, fumaça, faíscas, vazamento de substâncias e combustíveis, ou ainda em locais instáveis como ribanceiras, muros caídos, valas, etc.

  • Em algumas regiões do país é utilizado para todo tipo de emergência relacionada à saúde.

  • O Corpo de Bombeiros pode acionar outros serviços, se houver necessidade.

SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência)

192

  • Atende qualquer tipo de emergência relacionada à saúde, incluindo acidentes de trânsito.

  • Pode ser acionado também para socorrer pessoas que passam mal dentro dos veículos.

  • Atualmente a maioria das cidades do Brasil já dispõe do serviço.

Polícia Militar

190

  • Em acidentes no perímetro urbano e rodovias estaduais.

  • Acione sempre que ocorrer uma emergência em locais sem serviços próprios de socorro (como SAMU e Corpo de Bombeiros). A Polícia Militar é a única opção nesses casos.

Polícia Rodoviária Federal

191

  • Em acidentes em rodovias federais.

  • Todas as rodovias devem divulgar o número do telefone a ser chamado em caso de emergência.

  • Muitas rodovias oferecem telefones de emergência nos acostamentos. Nestes telefones é só retirar o fone do gancho e aguardar o atendimento.

Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU)

0800

  • Obrigatório nas rodovias administradas por concessionárias.

  • Executa procedimentos de resgate, lida com riscos potenciais e realiza atendimento às vítimas.

  • Seus telefones geralmente iniciam com 0800. Anote o número da emergência logo que entrar na estrada.

Dica para não errar Dica para não errar

Um questão que pode cair na sua prova:

O que significa a sigla SAMU?

Guarde bem o nome para não perder ponto de bobeira: Serviço de Atendimento Móvel de Urgência.